Informações sobre os Florais Mãe Terra: http://floraismaeterra.webnode.com.br/

domingo, 17 de julho de 2011

TERAPIA FLORAL PARA ANIMAIS
Sobre o tratamento de animais com Essências de Campo de Consciência


A Terapia Floral para animais se utiliza de Essências de Campo de Consciência no atendimento. A designação “Terapia Floral” remonta ao início desta prática, quando as essências existentes eram apenas as “florais”. Um termo mais adequado e menos usual seria “Terapia Consciencial para animais”.
A pesquisa e o uso dessas essências em animais começaram há aproximadamente oito décadas. No Brasil, os últimos anos viram um aumento significativo da sua divulgação, em função da indiscutível eficácia desses preparados. Insetos, peixes, répteis, aves e mamíferos respondem positiva e efetivamente quando em contato ou tratamento com essas essências.
Seu uso terapêutico está voltado para as causas dos distúrbios de comportamento e de saúde, atuando na origem desses problemas. Com base nos princípios integrativos, a Terapia Floral propõe que fatores sutis – emocionais, mentais, energéticos - estão por trás dos indícios e sintomas que os animais apresentam.
Salvo raras exceções, tais problemas são resultantes das distorções geradas pela domesticação, cativeiro ou conseqüência da influência humana no meio ambiente.
O objetivo da Terapia Floral para animais é restaurar o equilíbrio, a harmonia e resgatar a autenticidade de sua natureza. O resultado esperado é a melhora da saúde, adaptação e qualidade de vida.


Animais e humanos estão juntos desde o início da civilização, numa relação simbiótica de apoio profundo, cujos laços, por vezes, chegam a ser mais fortes do que com os membros das respectivas espécies.
Os bichinhos de estimação tendem a refletir os estados emocionais e mentais dos donos. Parecem observar a linguagem corporal humana e refletem o comportamento não verbal dos proprietários; estes adoram e incentivam, mas se assustam quando o animal desenvolve enfermidades ou apresenta os mesmos sintomas que eles.
Não é difícil, na Terapia Floral, tratarmos pet e dono com a mesma formulação de essências. Podemos fazê-lo, inclusive, baseados mais na observação do animal do que na entrevista com o humano, que se encontra melhor adaptado para mascarar as causas reais de seu sofrimento.
As Essências de Campo de Consciência podem ser usadas em animais silvestres, de criação, em cativeiro, extinção, readaptação, treinamento ou mesmo nos que serão abatidos. Com rapidez e eficiência, podem até salvar a vida daqueles que seriam sacrificados em razão de seus sofrimentos ou desajustes comportamentais.
Outro aspecto interessante é que a forma de ministrar tais essências não se restringe, em absoluto, ao gotejamento na boca do animal, podendo ser aplicadas em qualquer parte do corpo, aspergidas, colocadas nos líquidos, alimentos, ambientes, ecossistemas ou em qualquer meio com o qual o animal possa tomar contato, como em locais onde busca alimento, rotas de passagem e até aplicado sobre o seu habitat.


Essas essências possibilitam aos animais a oportunidade de serem mais genuínos, naturais e de terem eliminadas as causas originárias de seus males.
Embora apresentando excelentes resultados, os Florais devem ser usados, tanto nas emergências quanto nos tratamentos, de forma criteriosa, consciente e nunca como um substituto de cuidados médicos.
Profissionais devem ser consultados e estar devidamente qualificados para este tipo de atendimento. Isto envolve capacitação adequada, experiência com animais, conhecimento dos mecanismos de atuação das essências e possuir uma visão integrativa, ecológica, organísmica e holística.
Para que um tratamento surta efeito, não basta ministrar as fórmulas prontas encontradas no balcão do pet shop. O animal deve ser observado, ter seu histórico de vida estudado, suas relações com o meio e com os donos levadas em consideração.
Se ele estiver doente, o parecer do veterinário é essencial. Devem ser consideradas a espécie, a raça, a fase de vida... Quais doenças o animal teve? Como se comporta perante determinados estímulos? Existe brilho em seu olhar? Deve haver reflexão sobre todos os dados que se puder obter!
Inúmeras técnicas podem ser usadas para revelar as causas dos problemas trazidos pelo animal. O que não se pode fazer é desrespeitar esta vida, ignorando sua individualidade e suas idiossincrasias.
O momento aponta para uma parceria promissora entre veterinário e terapeuta floral, cujo resultado esperado é um tratamento mais rápido, integral e integrativo, o que certamente trará benefícios aos animais e às suas famílias humanas.

                                          Katia Regina Tapia Pereira                                                   

Um comentário:

  1. Um ótimo texto Ka! Tenho usado florais háanos com meus cachorros e realmente o resultado tem sido excelente!

    Beijos

    http://carolterapeuta.blogspot.com

    ResponderExcluir